Dorme... Tudo Dorme... by Francisco Valverde Arsènio

Sobre o vazio, o vento, o mar
e as flores, vagueiam os meus olhos,
despeço-me em cada instante
num adeus que não ouso dizer.

…despeço-me da longa noite
que me envolve ainda o corpo..

Há luares incandescentes
quando os amantes  se imaginam,
há azul que não é tinta,
que não reflete as noites sem lua.

A noite esquece-se de acabar
e fica exilada quando te abandonas
na minha cama.

Não, nunca te direi porque choro
nas minhas noites vazias.


© Francisco Valverde Arsénio


3 comentários:

  1. Olá boa noite!

    Parabéns pelo cantinho acolhedor

    Amiga faço parte das BU e te convido a seguir uma a outra?

    Caso lhe interesse eu virei te seguir.

    O meu é www.profetizandotudoposso.blogspot.com.br

    Abraços e feliz semana

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do que vi !
    Muito difícil encontrar na "blogosfera" espaços bacanas como este.

    DEixo aqui meu blog, caso queira dar uma passada, seguir...;

    http://www.bolgdoano.blogspot.com.br/

    Muito Obrigada, desde já :)
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Stupenda poesia!! Un abbraccio...ciao

    ResponderExcluir