Travessia by Maria Luisa Ribeiro

Celebro a travessia:
no meio do deserto
a passarela.
O meu exército
de luas
cansado do caminho
cansado da viagem
ferido de espinhos
se apega à existência
de um Deus humano
e único

Um Deus
que mora ao lado
e sabe que sou gente
um Deus apaixonado
que sabe que o poeta
é bicho descuidado
que põe o coração
no disco voador.

Celebro a travessia:
quando esta dor ficar
atrás das minhas costas
hei de perder de vista
a casa decomposta
e ser um bangalô
marcado de poesia.

Um brilho diferente
há de entrar na casa
para incendiar
o meu colchão
de penas
ligar a luz da sala
abrir minhas janelas
trazer-me
um novo amor
que seja amor
apenas.

(Maria Luisa Ribeiro)

2 comentários:

  1. lindas palavras..que bom estar aqui!! =))

    ResponderExcluir
  2. Oi,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo,parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

    Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

    Ah,tem 2 sorteios rolando por lá,participa! :)

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

    ResponderExcluir