Se Poeta Eu Fosse by Tríccia Araujo


Se poeta eu fosse,
saberia retratar teu corpo
(cenário perfeito do meu prazer).

Delimitaria com verbos
teus músculos salientes
e te cobriria de metáforas
(as mais ardentes).

Ah, amor meu!
Se poeta eu fosse,
saberia traduzir
a delicadeza do teu beijo,
a leveza de tuas mãos
sobre os meus seios.

Teria todos os adjetivos necessários
para expressar o meu amor por ti.
Mas, poeta eu não sou!
Sou, sim, TUA.

(Tríccia Araújo)

Um comentário:

  1. belissímo poema... beijos, adorei sua visita!!!

    ResponderExcluir